29 de novembro de 2011

BULLYING NÃO É BRINCADEIRA


Bullying é uma expressão que foi criada para situações que ocorrem há muito tempo na sociedade, e como muitas outras palavras usadas no Brasil, é um termo da língua inglesa e significa valentão. A escola é o local onde mais acontecem fatos que caracterizam bullying, e apesar de trabalhar este assunto com os alunos e muitas vezes realizar projetos para também conscientizar a sociedade, muitas pessoas ainda não sabem distingui-lo de uma simples brincadeira, nem conhecem as consequências que pode trazer para quem é vítima dessas ações inconsequentes. Bullying é todo tipo de ação que causa constrangimento, dor, angústia, sofrimento, sendo de maneira repetitiva e expondo a vítima ao ridículo. Entre as situações que causam bullying estão colocar apelidos, quebrar pertences, humilhar, discriminar, perseguir, amedrontar, agredir, ofender, excluir, assediar, bater, intimidar e roubar. Há dois tipos de bullying, o direto e o indireto. O direto é aquele que envolve agressões físicas e verbais como bater, xingar, colocar apelido etc., e o indireto envolve discriminação e exclusão da vítima. A pior forma de bullying é quando mexe com o psicológico das vítimas, pois muitos acabam cometendo suicídio, pois se sentem torturados. Muitas vezes algumas brincadeiras são confundidas com bullying, pois preste bem atenção, ele só se caracteriza, quando a vítima está se sentindo, constrangida, humilhada ou sofrendo, e quando ocorre com frequência, pois se ela estiver gostando das brincadeiras, então não é bullying. Com a tecnologia essas práticas ganharam outros meios como a internet, celulares e filmadoras e quando praticado com o uso dessas ferramentas, recebe o nome de cyberbullying. A partir dessa temática devemos refletir nossas ações para não prejudicarmos pessoas frágeis, pois são as principais vítimas, isso não quer dizer que devemos deixar de brincar com nossos colegas, mas que devemos analisar nossas brincadeiras para não ofende-los. A partir do momento que vemos que estamos ofendendo alguém, ou que não estão gostando, devemos parar imediatamente, para não sermos praticantes de bullying. Acredito que todos já foram alvos de brincadeiras chatas e de mau gosto e não existe coisa pior. No entanto, devemos ter senso de justiça, combater ações desse tipo e não aceitar que pessoas frágeis sejam vítimas. O mundo pode ser um lugar melhor para viver, basta que façamos nossa parte para melhorá-lo. Será postada no blog uma série de cinco artigos com esse tema, tendo como objetivo mostrar o que é bullying e suas consequências.


Por Marcio Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário